#Review: 13 Reasons Why e Poder da mensagem

Muito é dito sobre a evolução da comunicação, sobre como aproxima pessoas e encurta distâncias. Porém até onde conseguimos enxergar através de textos e telas brilhantes?

13 Reasons Why é uma série principalmente sobre a incrível dificuldade da comunicação, quando coisas precisam ser ditas mas não conseguimos e como muitas vezes não conseguimos (ou não queremos) ver as entrelinhas.

A Netflix traz às telas essa obra baseada no Best-Seller de mesmo nome, produzida por Selena Gomez  e Thomas Mccarthy, 13 Reasons Why aborda temas polêmicos como depressão, bullying, machismo e abuso de maneira direta e clara.

A história segue a vida de Clay (Dillan Minnette) que duas semanas após o suicídio de sua colega Hannah Baker, recebe treze fitas cassetes que foram gravadas pela menina e que explicam os motivos que a levaram ao suicídio.

13 REASONS WHY

Cada uma das fitas representa um episódio e uma pessoa que foi motivo de Hannah ter feito o que fez. Com a história sendo narrada pela própria garota, Clay reproduz os passos do que é contado em cada fita, dando alternância entre passado e presente, alternância que aqui se faz presente de maneira magnífica.

O Desenvolvimento de cada fita vai além de bem ou mal, cada episódio serve pra mostrar e desenvolver os personagens, justificando (ou não) as ações de cada um. Aqui entra uma das grandes críticas, o peso das ações. A mensagem é clara, por menor que as palavras e ou ações pareçam ou sejam, não há como prever o impacto em outra pessoa, em como isso afeta quem está inserido naquele contexto.

No fim, cada um dos motivos se torna uma peça que somado às outras mostra uma imagem muito maior.

O roteiro é bem construído e consegue envolver o expectador, consegue deixar que a imagem final fique visível aos olhos. Por mais que se crie uma expectativa de uma clímax que não ocorre, isso não afeta o resultado final. É a aposta de uma  ideia, mensagem acima de quaisquer reviravoltas, surpresas e etc…

Ainda na parte técnica vale mencionar o detalhe que a parte sonora é impecável, sem desperdícios, assim como “One More Time, One More Chance” é o encaixe perfeito para a história de Byousoku 5 cm, as musicas aqui não estão jogadas, elas complementam e fazem parte da história.13-reasons-why

O destaque de atuação fica para Katherine Langford que dá vida aos sentimentos e mudanças apresentadas por Hannah.

13 Reasons Why, é uma série difícil de ver, assim como as fitas, cada um dos episódios demora um tempo para ser absorvido. Isso é claro sem contar cenas mais “pesadas” mostradas na série, muito bem sinalizadas por seu disclaim ao início dos episódios.

No fim 13 Reasons é uma série que ostenta o selo de qualidade da Netflix com honras. A mensagem final nos faz refletir as dificuldades da comunicação, a nossa inabilidade de prestar atenção ao próximo e entender coisas não ditas, além de deixar claro o peso de cada ação por mais simples que seja.

 

Shin

Publicitário e Otaku que tenta de tudo para espalhar a Cultura pop Japonesa pelo Brasil. Twitter Facebook

One thought on “#Review: 13 Reasons Why e Poder da mensagem

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *